adubação verde - feijão cavalo

Discussões sobre diferentes técnicas de plantio (solo, vasos, hidroponia etc.)

adubação verde - feijão cavalo

Mensagempor silvia225 em 08 Jul 2009, 00:26

Alguem conhece este feijão? Não sei se devemos colher as vagens verdes ou se esperamos amadurecer - pelo que já vi, quando a vagem seca o feijõa está encolhido e preto. E depois como aproveitar para adubação? Cresceu por acaso ou talvez algum empregado tenha trazido. Cresceu onde não há outras plantas e subiu num poste. Da outra vez, mal consegui sementes, acho que apenas umas três brotaram.

Vi foto num site de agroecologia http://agroecologiarj.blogspot.com/2007 ... o-gae.html mas nada mais sei sobre ele.
Silvia


Imagem
Anexos
feijão.jpg
silvia225
Usuário Cumari
 
Mensagens: 135
Data de registro: 16 Abr 2009, 00:23
Localização: BH

Re: adubação verde - feijão cavalo

Mensagempor roque em 08 Jul 2009, 17:27

A grande maioria das leguminosas pode e deve ser utilizada como adubação verde, para incorporar a massa aérea dessas plantas no solo, o ponto ideal é, geralmente, qdo a planta está em floração e com vagens verdes, a meio desenvolvimento, no máximo, qdo a planta entra em floração/início da frutificação o seu teor de nitrogênio e o teor de matéria seca, que representa o Carbono, em termos gerais, propiciam uma relação Carbono/Nitrogenio (relação C/N) mais favoráveis para o fornecimento de nutrientes, tornando a ação dos microorganismos do solo mais rápida e eficiente. É bom lembrar que depois da incorporação no solo, mesmo de adubos verdes mais ricos em nitrogênio, como leguminosas, é necessário cerca de 60 a 90 dias para fazer o plantio ou replantio da cultura agrícola, a não ser que vc faça uma adubação nitrogenada com fertilizantes químicos também. Regar a biomassa de adubo verde, triturada ou bem picada com o biofertilizante acelera a biodegradação dessa matéria orgânica fresca por aumentar a qtde de microorganismos decompositores e também fornecer nutrientes biodisponíveis para facilitar o início da decomposição. Se vc já tiver plantas no solo, faça a utilização das leguminosas como cobertura verde, e evite incorporar a biomassa no solo, tanto para evitar a imobilização do N, quanto para evitar lesões nas raízes das plantas.
"Viver é aprender! Aprender é viver!"
Avatar de usuário
roque
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4397
Data de registro: 26 Out 2007, 08:58
Localização: Manaus - AM - Brasil

Re: adubação verde - feijão cavalo

Mensagempor silvia225 em 09 Jul 2009, 01:10

Roque,

Quero reproduzir este feijão - não sei em que ponto colher - se faço com a vagem verde e espero secar ou com ela mais seca. Da outra vez, as vagens secas tinham feijões estragados.

Veja se entendi: se for plantar posso incorporar no solo, mais rápido se picar e usar biofertilizante. Se a planta já está em crescimento, melhor usar como cobertura. A imobilização do nitrogenio ocorre durante o processo de decomposição por isto, usa-se no preparo do solo e aguarda-se um bom período quando então o nitrogenio estará disponível, é isto mesmo?
silvia225
Usuário Cumari
 
Mensagens: 135
Data de registro: 16 Abr 2009, 00:23
Localização: BH

Re: adubação verde - feijão cavalo

Mensagempor roque em 09 Jul 2009, 07:49

Se vc atingir o ponto fisiológico de maturação pode colher a vagem verdoenga e ela seca, assim as sementes germinam, mas só tendo mais conhecimento sobre a planta para acertar o ponto. A semente seca no pé é garantida que germina, os insetos realmente atacam muito essas vagens, faça aplicação de caldas defensivas depois da floração, fumo, neem e outras caldas repelentes.

Qto a adubação verde é mais ou menos isso, se vc for incorporar, ou seja, misturar a biomassa dentro do solo, deve esperar de 60 a 90 dias para poder plantar sementes ou replantar mudas nesse solo, nesse período os microorganismos do solo irão atuar sobre essa MO fresca, fazendo sua degfradação e liberando os nutrientes para o solo, entre esse período, que varia de acordo com o tipo de solo, manejo e condições edafoclimáticas, a adubação verde deixa o solo em boas condições para plantio. Enquanto não ocorre a bioestabilização nesse processo ocorre a imobilização biológica do nitrogênio, até que a relação C/N da MO incorporada baixe para valores entre 1/18 e 1/12, onde o nitrogênio da MO em degradação começa a se tornar disponível no solo.
"Viver é aprender! Aprender é viver!"
Avatar de usuário
roque
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4397
Data de registro: 26 Out 2007, 08:58
Localização: Manaus - AM - Brasil

Re: adubação verde - feijão cavalo

Mensagempor silvia225 em 09 Jul 2009, 16:42

Ainda uma dúvida: quando uso estas plantas para adubação verde como cobertura, elas liberam o nitrogenio? É necessario que sejam decompostas no interior da terra para liberar o nitrogenio?
silvia225
Usuário Cumari
 
Mensagens: 135
Data de registro: 16 Abr 2009, 00:23
Localização: BH

Re: adubação verde - feijão cavalo

Mensagempor roque em 09 Jul 2009, 19:10

Quando incorporadas no solo, MO ricas em nitrogênio liberam uma maior parte desse elemento essencial de forma assimilavel para as plantas no solo. Se decompostas na superfície, como cobertura, existe uma maior perda do nitrogênio total que pode ser volatilizado na forma de NH3, por exemplo. Quando chove uma parte do material em decomposição pode ser arrastado pela água ou os compostos solúveis mais facilmente carreados pela água, podendo infiltrar-se no solo e serem absorvidos ou não. A cobertura porém tem uma papel muito importante, diminuindo a temperatura da superficie do solo e retendo a umidade natural ou da irrigação. De um modo geral se recomenda usar materiais mais ricos em carbono e pobes em Nitrogênio como cobertura, ou seja, palhadas, cascas, resíduos e folhas, e utilizar materiais mais ricos em nitrogênio para incorporar ao solo e também para a produção de compposto orgânico.
"Viver é aprender! Aprender é viver!"
Avatar de usuário
roque
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4397
Data de registro: 26 Out 2007, 08:58
Localização: Manaus - AM - Brasil

Re: adubação verde - feijão cavalo

Mensagempor silvia225 em 10 Jul 2009, 20:16

Roque ,

Muito importante ter-me esclarecido, porque sendo assim, tanto a mamona quanto o feijão vou usar no composto. Cobertura já é prática que adoto há alguns poucos anos. Os empregados não assimilaramNão tomam a iniciativa como gostaria, sempre tenho de pedir, vigiar, eu mesma fazer algumas vezes. E como disse, há outros recursos para a palha (usamos grama, resto de poda e folhas caídas).

A propósito do feijão espero postar amanhã foto deste mesmo feijão que cresceu por conta própria em cima de um buraco grande que fazemos para depositar frutos que que caem e está parece-me no ponto que disse ser o ideal para incorporá-lo a outro composto para uso futuro.

O composto não é bem feito. Como sempre tem muito serviço, eles jogam as frutas já meio podres e pronto. Tenho de ir atrás e pedir para pôr terra e folhas. Este ano foi mesmo difícil porque choveu demasiado e a terra era apenas barro e mesmo trabalhar não estava fácil. Como quer que seja, enche-se com os meses de minhoca e depois aproveitamos a terra. Eles ainda não veem vantagens no que "invento" e por isso colaboram, diagamos, moderadamente.
silvia225
Usuário Cumari
 
Mensagens: 135
Data de registro: 16 Abr 2009, 00:23
Localização: BH

Re: adubação verde - feijão cavalo

Mensagempor roque em 11 Jul 2009, 07:43

A cobertura morta ideal é mesmo gramínias, grama picada ou de podas, depois de seca é muito boa. Vc pode também fazer uma cobertura com esterco curtido ou composto orgânico nos canteiros, assim os empregados ficam mais motivados porque acham que com adubo mesmo a coisa funciona. Bem usar terra para fazer compostagem não é errado, mas dificulta um pouco, agora se vc amontoa o material entre cama das de terra é uma maneira de fazer um tipo de compostagem sim, tem de tomar cuidado com frutos apodrecidos, eles tem sempre de ficar dentro de uma pilha de compostagem onde ocorra aquecimento ou serem bem enterrados, frutos com apodrecidos e com larvas de mosca das frutas, se não forem bem manejados podem permitir que essa larvas possam empupar e chegarem a fase adulta, indo depositar ovos em frutos imaturos, fechando o ciclo da praga. Alguns frutos caem devido a outras pragas e também doenças, no caso de doenças, esses frutos podem servir de fonte de inóculo para outras plantas, então todo resíduo que seja de planta afetada por praga ou doença tem de ser manejado com cuidado. Então eliminar e dar um destino adequado a frutos podres é importante no manejo integrado de pragas e doenças de plantas. Olhe o ideal é montar uma pilha de compostagem como o sugerido no post de como produzir o biofertilizante sólido, a pilha com mais de 1m de altura, esquenta no seu interior, chegando a temperaturas até iguais ou mesmo superiores a 70ºC, isso elimina a grande maioria das pragas e patógenos que porventura possam estar como contaminantes dos resíduos vegetais incorporados no processo. com suscessivas reviragens e incorporação de mais material, durante o processo bem conduzido se consegue chegar a total eliminação de todos os possíveis organismos contaminantes do material usado na compostagem, se obtendo um fertilizante livre de pragas e doenças e de boa qualidade. qdo for incorporar restos de frutas ou mesmos essas frutas podres, faça um buraco bem no centro da pilha e coloque ali todo o material, depois recubra com o material que vc retirou da pilha. Vc também pode fazer uma reviragem e adicionar esse resíduo bem na metade da pilha revirada, cubrindo-o bem com o restante da outra metade da pilha. Todo material a ser incorporado numa pilha, deve ser feito no centr dessa, pois ali é onde atingem as maiores temperaturas qdo a massa fermenta, se conduzida num processo aeróbico, e também no centro a fuga dos nutriente liberados, seja por evaporação, seja por lixiviação ou drenagem do lexcesso de líquidos é bem reduzida, pois os gases ou líquidos ficam retidos na massa superior ou inferior aos resíduos frescos, qdo esses são incorporados no centro da pilha.
"Viver é aprender! Aprender é viver!"
Avatar de usuário
roque
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4397
Data de registro: 26 Out 2007, 08:58
Localização: Manaus - AM - Brasil

Re: adubação verde - feijão cavalo

Mensagempor silvia225 em 03 Ago 2009, 23:36

Fotos de feijão cavalo que nasceu sobre este composto que não faremos mais. A partir do que aprendi sobre cova ecológica, estes ficarão como lembrança.
Anexos
feijão cavalo composto.jpg
Este nasceu espontaenamente em cima de um destes buracos onde colocamos as mangas caídas e apodrecidas.
feijão e tomate.jpg
E apareceu mais tomate, este maior e mais saboroso.
silvia225
Usuário Cumari
 
Mensagens: 135
Data de registro: 16 Abr 2009, 00:23
Localização: BH

Re: adubação verde - feijão cavalo

Mensagempor roque em 04 Ago 2009, 05:38

Os tomatinhos nascem em todo lugar mesmo, que bom heim?
Vc fazia compostagens em montes ou pilhas e não vai fazer mais, é isso? Olhe se vc tem material disponível devia fazer sim, a produção de composto orgânico é uma coisa e a utilização das covas outro. Na cova, vc prepara o local para uma muda ou faz a adubação de uma planta instalada, com o composto produzido numa pilha vc tem material para incorporar no solo em canteiros, encher vasos, enfim pode usar como substrato organico para um monte de plantas e maneiras de cultivo diferentes, o composto organico é na verdade um biofertilizante sólido, e vc pode fazer as duas coisas, enterrar seus resíduos nas covas e montar pilhas de compostagem. No post
"Como produzir bifertilizante sólido" em: viewtopic.php?f=4&t=2951 , tem como fazer o processo de compostagem usando as pilhas e mantendo o processo em aerobiose.
"Viver é aprender! Aprender é viver!"
Avatar de usuário
roque
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4397
Data de registro: 26 Out 2007, 08:58
Localização: Manaus - AM - Brasil

Re: adubação verde - feijão cavalo

Mensagempor silvia225 em 04 Ago 2009, 14:57

A questão é que tem muito serviço e estamos sempre com muitas tarefas pra quando sobrar um tempo. O composto dá trabalho. A cova ecológica não, viewtopic.php?f=4&t=2577. Pra não ter de contratar mais uma pessoa prefiro comprar o biofertilizante líquido de condicionador de solo. Antes havia pasto, umas vaquinhas, grande chiqueiro. Adubo, agora, só das galinhas e cães. Palha, quase não é suficiente para cobrir os canteiros e a projeção da copa de árvores. Forração verde demanda aguação, mais trabalho.

Nunca fiz a compostagem em pilha, o que me ensinaram foi abrir uma cova no chão há uns cinco anos. E nas instruções, picar bem as frutas. Gastava tardes picando pequininos quadradinhos de jenipapo. O bom foi que a pratir do meu esforço a cozinheira (que havia na época) passou a guardar todo os residuos da cozinha e assimilou o hábito. O primeiro tentei fazer direitinho, mas logo deixei de molhar porque ficava em local afastado. Em seguida, passamos a fazer no pomar e logo acabamos com toda complicação, mandando as frutas inteiras. Descuidaram - mas é sempre a questão de muito serviço. Ocorre que revolver ficava muito pesado (fisicamente) e ninguem tinha vontade. Nem tampouco nos lembravamos de aproveitar. E agora com a cova ecológica, dá pra pôr direitinho as camadas e já fica pronto para o uso da planta, pode-se "esquecer do assunto".

Composto - meses de enrolação e falta de vontade de mexer, ora porque está chovendo demais, tem manga demais, trabalho demais, ora porque com a secura tem-se que gastar muito tempo na molhação do jardim e laranjal. Cova ecológica, em duas semanas, poucas sessões curtas de trabalho, assunto encerrado.

Minha amiga alemã tinha uma grande lata de oleo no quintal onde despejavam os restos. Aqui é muito,muito maior mas não tanto como uma fazenda, onde se tem espaços vagos e distantes para fazer a pilha e grande quantidade de material.

E tem os "caezinhos", que reviram tudo. Uma vez tive todo cuidado em esconder um ovo apodrecido que encontrei velho, pra quê! Dois minutos depois a cadela já estava com o cheiro. E como já reviram a caca de galinha! ( Novamente, com a cova ecológica, fica enterrado muito fundo para que percebam e escavem).

Em janeiro, esvaziamos vários buracos e colocamos sobre as laranjeiras, cobrindo com folhas secas. Parece que usar como cobertura não é tão eficiente, não é? E foram dois dias inteiros dedicados a isto, demorou muito.
Editado pela última vez por silvia225 em 04 Ago 2009, 23:51, no total de 3 vez
silvia225
Usuário Cumari
 
Mensagens: 135
Data de registro: 16 Abr 2009, 00:23
Localização: BH

Re: adubação verde - feijão cavalo

Mensagempor silvia225 em 04 Ago 2009, 15:20

Lixo - o que é lixo? Aqui não existe. Eu nem tenho lixeira em comodos, só uma maior para o que sobra da varreção da casa. Tudo vai pra reciclagem, ou reutilização, e desde que começamos o composto em buraco no solo, tudo da cozinha vai pra lá se não fôr para criação. No supermercado não compro estas coisas artificiais. Algumas coisas tem tanta embalagem e eu lavo TUDO para reciclar, de tal modo que se o trabalho fica em excesso, desisto do artigo, faço em casa. Até grampo de grampeador separo num frasquinho!

(Aqui em BH há uma Associação de Catadores de lixo e a reciclagem é feita há anos, a viúva do Miterrand, já nos seus oitenta anos, visita regualrmente a creche desta associação da qual é madrinha).
Editado pela última vez por silvia225 em 04 Ago 2009, 23:47, num total de 1 vezes
silvia225
Usuário Cumari
 
Mensagens: 135
Data de registro: 16 Abr 2009, 00:23
Localização: BH

Re: adubação verde - feijão cavalo

Mensagempor roque em 04 Ago 2009, 19:50

Ok, entendi perfeitamente, no seu caso é melhor mesmo usar a cova que fazer compostagem convencional! Tenho cinco cachorros que também dão algum trabalho, agora mesmo preparei 4 canteiros e os 3 machos vivem tentando entrar na horta, cercada de tela, qdo eles entram, em questão de poucos minutos fazem grandes estragos, buracos enormes e acabam com mudas e plantas. Eu fazia mais compostagem, mas de vez em qdo os cachorros invadiam a pilha e também ficavam sujos e fedegosos, era só colocar qualquer coisa mais atrativa e a coisa ficava feia, por isso entendo bem seu problema. Pilha de compostagem, agora só dentro da horta, agora mesmo estou tendo um excesso de folhas das castanheiras que estão caindo devido ao início do períodod seco, então vou manotar uma pilha convencional.
"Viver é aprender! Aprender é viver!"
Avatar de usuário
roque
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4397
Data de registro: 26 Out 2007, 08:58
Localização: Manaus - AM - Brasil

Re: adubação verde - feijão cavalo

Mensagempor silvia225 em 10 Out 2009, 21:09

Roque,

Resolvi fazer a pilha. Recebi visita de agronomo paulista que conheci na rede e ele e o amigo também agronomo mostraram um local bom pra compostagem. Expliquei sobre os cães. Quando foram embora lembrei-me de outra área com portão onde não entram e já comecei a fazer por lá. Montei outra pilha mas só de mato e frutas caídas onde os cães tem acesso.

O que estava nestas covas já foi novamente usado no canteiro de azaleas e jasmim assim como um mato que ficou empilhado por meses serviu para preparar o canteiro de quiabo.

Estamos no momento plantando o feijão gandu, mas depois vamos plantar o feijão de corda e o feijão cavalo. A grama amendoim já cobre um grande canteiro mas irei plantá-la em outros também.

Perguntas:
1. Este agronomo sugeriu cortar picar o feijão e colocá-lo diretamente nos canteiros de flores cobrindo com um pouco de terra. Mas difere do que você falou. O que acha?

2. Onde posso encontrar crotalária, lab-lab? E o que mais se usa em adubação verde?
silvia225
Usuário Cumari
 
Mensagens: 135
Data de registro: 16 Abr 2009, 00:23
Localização: BH

Re: adubação verde - feijão cavalo

Mensagempor roque em 11 Out 2009, 05:55

A técnica de adubação verde consiste mesmo na incorparação da biomassa de leguminosas e outras plantas no solo, que é o que agronomo sugeriu, mas pode-se usar o mesmo material como cobertura morta, existem diferenças, entre elas que o material incorporado, dependendo da relação C/N irá imobilizar temporariamente o N existente no solo e posteriormente haverá maior oferta tanto de N como de outros nutrientes, isso demora cerca de 60 a 90 dias, dependendo da MO utilizada. Usar a mesma biomassa como cobertura morta evita a imobilização do N e vc pode plantar mudas mais rapidamente. Incorporar biomassa em canteiros onde já existam plantas não é muito aconselhavel, pois se houver imobilização biológica do N as plantas irão passar um tempo com deficiência desse nutriente e dependendo de sua fase de desenvolvimento isso pode ser ruim. O Guandu serve muito bem como adubo verde, assim como o amendoim forrageiro, o lab lab e a crotolaria vc encontra em empresas que vendem sementes de forrageiras, capim para pasto e leguminosas, ou então em orgâos de extenção eles podem indicar onde conseguir ou até doarem alguma coisa, tipo Embrapa, Emater, Casas da Lavoura ou outros orgâos municipais, estaduais e federais ligados a agricultura e pecuária.
"Viver é aprender! Aprender é viver!"
Avatar de usuário
roque
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4397
Data de registro: 26 Out 2007, 08:58
Localização: Manaus - AM - Brasil


Retornar para Técnicas

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 1 visitante