Quando sabemos que uma pimenteira não cabe mais no seu vaso?

Discussões sobre diferentes técnicas de plantio (solo, vasos, hidroponia etc.)

Quando sabemos que uma pimenteira não cabe mais no seu vaso?

Mensagempor Max o Obelix em 04 Set 2014, 17:34

QUANDO SABEMOS QUE UMA PIMENTEIRA NÃO CABE MAIS NO SEU VASO?

No meu pimental envasado tenho várias pimenteiras cultivadas em vasos de 5, 10, 15 e 20 litros. Somente uma delas é cultivada num vaso de 30 litros. Tenho também várias pimenteiras cultivadas diretamente no solo, nos canteiros do meu jardim. Há mais de 5 anos que cultivo pimenteiras em vasos.

Todas as pimenteiras envasadas recebem exatamente os mesmos tratos culturais, tais sejam na composição do substrato, na adubação orgânica e química, na rega, na exposição ao sol e vento, nos tratos preventivos contra pragas, etc.

Assim, quando uma das plantas apresenta qualquer sintoma de anomalia, seja ele qual for, eu a isolo imediatamente das demais. A partir desse momento vou observar mais cuidadosamente ainda se os mesmos sintomas surgem também em qualquer outra planta e, mais cuidadosamente ainda, vou analisar e tentar diagnosticar o que está acontecendo com aquela planta isolada e, se possível, tentar recuperá-la.

Há cerca de duas semanas uma Habañero Red, cultivada num vaso de 5 litros, completamente saudável, altamente produtiva, carregada de frutos imaturos e maturos, começou a ter folhas amarelas e queda dessas folhas amarelas. Isso não acontecia com nenhuma das outras plantas vizinhas.
Isolada, analisada cuidadosamente em todos os aspectos, não apresentava nenhum outro sinal ou sintoma de qualquer tipo de doença, ataque, ou mesmo hiponutrição ou hipernutrição. Com o passar dos dias foi se agravando a ocorrência de folhas amarelas e queda dessas folhas. As flores caíram. Os frutos foram gradativamente amadurecendo e colhidos.

Hoje pela manhã colhi todos os frutos que restavam e decidi examinar com profundidade a situação do enraizamento no vaso. Já seguro de que a única solução seria transplantá-la para vaso maior, não hesitei em sondar o enraizamento com uma espátula e uma pazinha, apropriadas para esse fim. De imediato percebi que o sistema radicular da planta ocupava totalmente o interior do vaso.

Nesse ponto eu tinha duas alternativas:
• Destruir o vaso onde a planta estava e transplantá-la integralmente com a massa radicular praticamente intacta para um vaso maior, com amplas possibilidades de salvá-la, ou
• Fazer laboratório, experiência, começando logo com uma “autópsia” :lol: para conhecer detalhes do que realmente estava acontecendo.

Optei pela segunda alternativa.

Forçando com a espátula afiada foi realmente muito difícil cortar de maneira que eu pudesse extraí-la com uma quantidade de raízes que me permitisse tentar posteriormente salvá-la por transplante com esse método. As raízes tomaram quase todo o espaço do substrato abaixo da cobertura e formava uma massa muito compacta e dura. Com dificuldade consegui cortar em círculo em volta da planta, com profundidade de uns 15 centímetros. Tentei arrancar a planta com esse volume de raízes, mas par tanto foi preciso muita força e percebi que só soltou quando a raiz principal se rompeu.

Examinando posteriormente o que restava de conteúdo no vaso, quase só havia raízes que inclusive chegaram até o fundo do vaso, na camada de britas de drenagem, e literalmente se fundiram com a brita, formando uma massa sólida, onde lá estava o pedaço da raiz principal, a ponta da raiz principal, emaranhada e grudada na brita.

Essa massa de raízes e o que restava de substrato e britas, estava úmido mas não encharcado, sem sinal de apodrecimento e nem de qualquer tipo de doença.

Resumo da história. No meu ver, é nisso que dá em usar vasos pequenos. Repito que a planta era completamente saudável e produtiva e repentinamente, sem qualquer sintoma, começou a morrer.

Ainda assim, continuando a experiência, vou tentar salvá-la. Já a replantei para um vaso de 20 litros com as suas raízes que consegui manter com ela.

A partir de amanhã vou começar a transplantar todas as que estiverem em vasos menores de 10 litros para vasos de 20 litros. Depois, aos poucos, vou transplantar também as demais que estejam em vasos de 10 e 15 litros para os d 20 litros.

Claro que eu sei que essa minha decisão é muito peculiar às minhas possibilidades, principalmente de disponibilidade de espaço, e que a decisão de cada um a esse respeito envolve muitas e complexas variáveis, inclusive quanto aos objetivos de cada um relativamente a quantidade versus variedade versus produtividade, etc.

Infelizmente não fiz fotos dela enquanto saudável, nem durante a fase de declínio. Aí embaixo somente as fotos de hoje, depois de colhidos os frutos e extraída do vaso original.

Clicando na foto ela será ampliada. Clicando novamente, mais amplianda ainda.
20140904_081857.jpg
Habañero apertada no vaso.
Diário do Max .'. o Obelix
Max Obelix's Peppers - Index
Índice das conservas e molhos do Max Obelix
"No meu temperamento tem um pouco de pimenta: não é todo mundo que gosta, nem todo mundo que aguenta" Clarice Lispector
Avatar de usuário
Max o Obelix
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4954
Data de registro: 19 Mai 2014, 08:40
Localização: Salvador, Bahia

Re: Quando sabemos que uma pimenteira não cabe mais no seu v

Mensagempor IELN em 04 Set 2014, 18:45

Olá Max,

Uma dúvida: Essa sua Habanero da foto era uma planta ou cinco?

Você disse que ela estava num vaso de 5 litros e tinha uma ótima produtividade, será que uma poda de raiz feita no tempo certo não seria suficiente para mantê-la em produtividade boa mantendo o vaso? ( Pelo seu relato o caso de sua pimenta já era extremo.) Ou a pimenteira não suporta bem poda de raiz? Eu sinceramente não sei, ainda conheço pouco sobre pimentas. Recentemente fiz uma poda de raiz e folhas em uma jabuticabeira em vaso (até documentei aqui no fórum), troquei boa parte do substrato e a mantive no mesmo vaso e o resultado está sendo muito bom.
IELN
Usuário Rocotó
 
Mensagens: 402
Data de registro: 31 Jan 2014, 09:59
Localização: Serra, ES

Re: Quando sabemos que uma pimenteira não cabe mais no seu v

Mensagempor Max o Obelix em 04 Set 2014, 18:55

IELN escreveu: Uma dúvida: Essa sua Habanero da foto era uma planta ou cinco?


Uma planta somente, cinco ramos principais.

IELN escreveu:Você disse que ela estava num vaso de 5 litros e tinha uma ótima produtividade, será que uma poda de raiz feita no tempo certo não seria suficiente para mantê-la em produtividade boa mantendo o vaso? ( Pelo seu relato o caso de sua pimenta já era extremo.) Ou a pimenteira não suporta bem poda de raiz? Eu sinceramente não sei, ainda conheço pouco sobre pimentas. Recentemente fiz uma poda de raiz e folhas em uma jabuticabeira em vaso (até documentei aqui no fórum), troquei boa parte do substrato e a mantive no mesmo vaso e o resultado está sendo muito bom.


Todas as podas de raiz que fiz até hoje mataram a pimenteira. Talvez eu esteja fazendo errado.
Diário do Max .'. o Obelix
Max Obelix's Peppers - Index
Índice das conservas e molhos do Max Obelix
"No meu temperamento tem um pouco de pimenta: não é todo mundo que gosta, nem todo mundo que aguenta" Clarice Lispector
Avatar de usuário
Max o Obelix
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4954
Data de registro: 19 Mai 2014, 08:40
Localização: Salvador, Bahia

Re: Quando sabemos que uma pimenteira não cabe mais no seu v

Mensagempor Max o Obelix em 04 Set 2014, 20:14

Buth Obelix escreveu:
IELN escreveu: Uma dúvida: Essa sua Habanero da foto era uma planta ou cinco?

Uma planta somente, cinco ramos principais.
IELN escreveu:Você disse que ela estava num vaso de 5 litros e tinha uma ótima produtividade, será que uma poda de raiz feita no tempo certo não seria suficiente para mantê-la em produtividade boa mantendo o vaso? ( Pelo seu relato o caso de sua pimenta já era extremo.) Ou a pimenteira não suporta bem poda de raiz? Eu sinceramente não sei, ainda conheço pouco sobre pimentas. Recentemente fiz uma poda de raiz e folhas em uma jabuticabeira em vaso (até documentei aqui no fórum), troquei boa parte do substrato e a mantive no mesmo vaso e o resultado está sendo muito bom.

Todas as podas de raiz que fiz até hoje mataram a pimenteira. Talvez eu esteja fazendo errado.


Esqueci de lhe perguntar, amigo: e como você saberia qual era o "tempo certo"? Ora, essa pimenteira, da mesma idade de várias outras, todas cultivadas do mesmo jeito, ela estava saudável e produtiva, assim como todas as "irmãs" delas, várias cultivadas em vasos idênticos, repentinamente começa a amarelar e perder as folhas, como saber naquele momento que justamente aquela, SOMENTE aquela, precisava ser transplantada????

O natural seria fazer o que eu fiz, com aquela única que apresentava comportamento singular, isolá-la, analisá-la e tentar diagnosticar o que acontecia com ela, somente com ela, não?

Obelix, confuso como sempre. :D
Diário do Max .'. o Obelix
Max Obelix's Peppers - Index
Índice das conservas e molhos do Max Obelix
"No meu temperamento tem um pouco de pimenta: não é todo mundo que gosta, nem todo mundo que aguenta" Clarice Lispector
Avatar de usuário
Max o Obelix
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4954
Data de registro: 19 Mai 2014, 08:40
Localização: Salvador, Bahia

Re: Quando sabemos que uma pimenteira não cabe mais no seu v

Mensagempor MarcelRibeiro em 05 Set 2014, 00:33

Interessante e esclarecedor, o tópico e suas experiencias e conclusões.

Acredito eu que vasos menores que pequenos dão sim produção consideravelmente satisfatória, mas com um espaço de tempo reduzido ( acho eu no meu pouco conhecimento) em se podando de um ano para o outro e no máximo 2 acho que em vaso pequeno não deve durar mais que isso.
Se não se mexendo nas raízes ou transplantando para um vaso de maior capacidade ela vai "sufocar" de toda forma. Sendo assim acredito que um vaso de maior capacidade se tenho mais tempo para isso, quem sabe 3 ou 4 anos ? Não sei, mas acho que a "logica" seria essa.

Com relação ao replantio quem sabe ela sobreviva, a quantidade de raizes não foi tão pequena assim. Espero que tenha sucesso com ela, ao menos para nós mesmo que tenha servido de experiencia. :$

Abraços
"Há mais pessoas que desistem do que pessoas que fracassam." - Henry Ford

Meu Diário
Vai lá, da um pitaco, uma critica, uma ajuda... ;)
http://www.facebook.com/originalpimentas
http://www.instagram.com/originalpimentas
Avatar de usuário
MarcelRibeiro
Usuário Habanero Chocolate
 
Mensagens: 1960
Data de registro: 12 Fev 2014, 03:16
Localização: Tupã - SP

Re: Quando sabemos que uma pimenteira não cabe mais no seu v

Mensagempor IELN em 05 Set 2014, 10:25

Ei Max,

Eis a questão! A poda de raiz que eu falo no tempo certo é subjetivo, não falo de uma data exata, mas sim do período anterior ao "sufocamento" das raízes (como o caso da sua Habanero). Acredito, de uma maneira geral (não especificando as pimentas - já já digo o porquê), que as podas (tando de raízes como de folhas) podem ser tomadas como ações regulares ou pontuais. A questão é SE a Pimenteira suporta a poda de raiz ou não. Não posso afirmar sobre a poda de raiz especificamente em Pimentas (pois minha experiência é muito pouca neste sentido), mas sempre escutei de outras pessoas que Tomates e Pimentas são muito sensíveis quanto ao trato de raízes. Nisso entra uma "sub-questão" discutida, ou o cerne da questão relativa ao tamanho do vaso: SE podemos podar as raízes, isso resolveria a questão do tamanho do vaso (prolongando o tempo de vida de uma pimenteira em vaso pequeno/médio); SE não podemos podar as raízes, então mudamos para um vaso de maior capacidade OU trocamos a planta de tempos em tempos (1...2 anos, depende) para manter o tamanho do vaso. E isso tudo depende da satisfação de cada um com a produção em vasos menores e, claro, o quanto e o propósito de cada um quanto à produção/consumo (sim, é um loop...rs).

Nesse caso específico seu apresentado, parece que a planta chegou num estágio muito avançado, talvez você consiga salvá-la. Você a replantou? ;)
IELN
Usuário Rocotó
 
Mensagens: 402
Data de registro: 31 Jan 2014, 09:59
Localização: Serra, ES

Re: Quando sabemos que uma pimenteira não cabe mais no seu v

Mensagempor Max o Obelix em 19 Set 2014, 11:51

Como ficou registrado lá no início deste tópico, Terminamos fazendo uma poda de raízes radical naquela Habañero Red que foi a razão da criação deste tópico. Lembramos que a planta perdeu quase todas as suas folhas porque amarelaram e caíram, esteve quase morta, fiz poda aérea e das raízes.

O que eu não contei para vocês foi que eu, propositalmente, transplantei aquela pimenteira para outro vaso do mesmo tamanho do anterior onde a planta começou a morrer por falta de espaço para as suas raízes. Claro que eu poderia ter transplantado para um vaso maior, mas eu precisava de condições rigorosas para testar adequadamente o resultado de uma poda radical de raízes, afastando qualquer influência que pudesse ter por transplantar por um vaso maior.

Para minha surpresa e alegria, aquela planta vem se recuperando rapidamente, brotando novos ramos e muitas folhas, inclusive - pasmem! -, já florescendo e até frutificando, em que pese a recuperação ainda esteja tão inicial.

Vejam abvaixo as fotos de hoje daquela planta.

Clicando nas fotos elas serão ampliadas. Clicando novamente, ainda mais.

DSC07627.JPG
Ela no vaso do mesmo tamanho do anterior


DSC07628.JPG
Já com novos ramos, folhas, flores e frutos.


DSC07630.JPG
Vista mais focada
Diário do Max .'. o Obelix
Max Obelix's Peppers - Index
Índice das conservas e molhos do Max Obelix
"No meu temperamento tem um pouco de pimenta: não é todo mundo que gosta, nem todo mundo que aguenta" Clarice Lispector
Avatar de usuário
Max o Obelix
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4954
Data de registro: 19 Mai 2014, 08:40
Localização: Salvador, Bahia

Cobertura do substrato no vaso (ou na cova)

Mensagempor Max o Obelix em 20 Set 2014, 12:38

Já que estávamos tratando sobre vasos, achei melhor colocar esse pequeno post aqui mesmo.

Há vários meses que venho experimentando um procedimento que vem resultando muito satisfatoriamente.

Não sou o “inventor da roda” e nem mesmo o “inventor da pólvora” ;) :D . Muito provavelmente os pimentacultores mais experientes já fazem a mesma coisa que relatarei, mas o meu objetivo é compartilhar o conhecimento com aqueles que ainda não sabem.

Como é de praxe e recomendável, aproximadamente de 15 em 15 dias eu renovo a "cobertura" do substrato no vaso (e também a cobertura da "cova" no caso de pimenteiras plantadas diretamente no solo).

Essa cobertura é feita com um substrato assim composto:
90% de humos de minhoca
5% de pó de casca coco ou de casca de pinho
5% de areia com:
• NPK 10-10-10 (mais facilmente encontrável): 50 g por m³
• farinha de osso: 100 g por m³
• calcário dolomítico: 50 g por m²
• OU então 100 g por m³ do misto comercial encontrado nas casas do gênero, de farinha de osso + torta de mamona. Nesse caso não uso a farinha de osso pura nem o calcário dolomítico.

Eu sempre preparo esse rico substrato com bastante antecedência, no mínimo 15 dias antes de aplicar, para que ele fique bastante "curtido". Eu mantenho uma grande bacia plástica com esse substrato pronto, regado bem pouquinho, mas diariamente, rega suficiente para fornecer o mínimo de umidade necessária à manutenção da vida das minhocas e/ou dos seus ovos. Fiz furos no fundo dessa bacia, pra possibilitar a drenagem, e ela fica permanentemente coberta com uma lona de plástico preto.

Feita essa “cobertura” de aproximadamente 5 cm de espessura, eu cubro essa cobertura preferencialmente com casca de pinho ou de coco, aquele tipo conhecido como de “pedaços grandes”. Vejam lá embaixo fotos exemplificadoras.

Ou seja, quando eu vou renovar a “cobertura” dos vasos ou covas, faço o seguinte procedimento:
• Retiro a cobertura de cascas de pinho ou de cascas de coco e reservo;
• Raspo aproximadamente 2 cm a cobertura de substrato anterior, “velha”, com muito cuidado para não danificar demasiado as raízes aflorantes;
• Aro delicadamente a camada subsequente de substrato “velho”, aproximadamente 0,5 cm de espessura, com extremo cuidado para não danificar demasiado as raízes aflorantes;
• Coloco a nova camada de aproximadamente 5 cm do novo substrato (sempre cabe, não se preocupem, mesmo que faça "montículo" ao pé da planta);
• Cubro essa nova camada de substrato com a cobertura feita com pedaços de casca de pinho ou casca de coco, usando aquele material anteriormente retirado da superfície do vaso ou da cova, completando-o com novas cascas quando necessário;
• O substrato “velho” retirado do vaso ou da cova vai para outra bacia para ser recuperado por adição dos elementos necessários a que se torne fértil para futura nova utilização.

Essa camada superior da cobertura, feita com os grandes pedaços de casca de pinho ou de coco tem as seguintes finalidades e vantagens:
• Quando da rega, a água chocando-se sobre as cascas e não diretamente sobre o substrato, evita que haja uma “lavagem”, derramamento e consequente perda do rico substrato da camada de cobertura;
• Essa camada com cascas reduz a evaporação dos líquidos impregnados na camada subsequente de substrato da cobertura;
• Essa camada de cobertura com cascas retém líquido da rega;
• Essa camada de cobertura com cascas também se decompõe, embora lentamente, fornecendo também nutriente orgânico para a planta.

Era isso. Aguardo as perguntas, críticas, avaliações e sugestões.

Max, o Obelix

Clique nas fotos para ampliá-las. Clicando novamente, mais ainda.

1DSC07664.JPG
Ilustração de cobertura com cascas em vaso de planta adulta


1DSC07668.JPG
Ilustração de cobertura com cascas em vaso com mudinha recém plantada
Diário do Max .'. o Obelix
Max Obelix's Peppers - Index
Índice das conservas e molhos do Max Obelix
"No meu temperamento tem um pouco de pimenta: não é todo mundo que gosta, nem todo mundo que aguenta" Clarice Lispector
Avatar de usuário
Max o Obelix
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4954
Data de registro: 19 Mai 2014, 08:40
Localização: Salvador, Bahia

Re: Quando sabemos que uma pimenteira não cabe mais no seu v

Mensagempor Barreto em 20 Set 2014, 13:53

Olá Max,
Tenho feito essa cobertura com material inerte a algum tempo aqui na varanda de casa, eu utilizo madeira em decomposição esfarelada, material que me é disponível, creio que seja possível substitui-lo por serragem de madeira sem tratamento químico.
Dentre os benefícios dessa técnica, estão a maior retenção de umidade do solo, a menor compactação do solo causada pela rega e também evita que o húmus e o substrato que está por baixo pule para fora do vaso com o impacto da água da chuva ou rega. Além de minimizar a ocorrência das ervas daninhas.
Na minha varanda que está exposta ao sol quase o dia inteiro isso faz muuuita diferença.

até mais,
Barreto
Meu modesto diario !
viewtopic.php?f=7&t=11217
Avatar de usuário
Barreto
Usuário 7 Pot
 
Mensagens: 2210
Data de registro: 10 Jun 2010, 19:08
Localização: Jundiaí - SP

Re: Quando sabemos que uma pimenteira não cabe mais no seu v

Mensagempor marcelo c souza em 28 Set 2014, 18:24

boa tarde max,uma duvida aqui devo reutilizar os vasos que retirei as plantas para plantar outras mudas?
Meu querido diário ardido:
viewtopic.php?f=7&t=18616
Avatar de usuário
marcelo c souza
Usuário Cumari
 
Mensagens: 202
Data de registro: 28 Ago 2013, 22:39
Localização: Bangu-Rio de Janeiro-Rj

Re: Quando sabemos que uma pimenteira não cabe mais no seu v

Mensagempor Max o Obelix em 29 Set 2014, 05:39

marcelo c souza escreveu:boa tarde max,uma duvida aqui devo reutilizar os vasos que retirei as plantas para plantar outras mudas?

Claro, sem problema algum, bastando substituir o substrato por completo, recomendo.
Max
Diário do Max .'. o Obelix
Max Obelix's Peppers - Index
Índice das conservas e molhos do Max Obelix
"No meu temperamento tem um pouco de pimenta: não é todo mundo que gosta, nem todo mundo que aguenta" Clarice Lispector
Avatar de usuário
Max o Obelix
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4954
Data de registro: 19 Mai 2014, 08:40
Localização: Salvador, Bahia

Re: Quando sabemos que uma pimenteira não cabe mais no seu v

Mensagempor Leandro Ferraz em 29 Set 2014, 08:06

10352267_794969940542059_1076189041172648281_n.jpg
10352267_794969940542059_1076189041172648281_n.jpg (29.69 KIB) Visualizado 10931 vezes


Pode reutilizar os vasos quantas vezes ele aguentar.
tiro toda a terra lavo bem e coloco terra nova...
Apenas mais um fanático por pimenta... Vamos arder o Mundo!!!

Meu Diário
Facebook
YouTube
Avatar de usuário
Leandro Ferraz
Usuário Habanero Chocolate
 
Mensagens: 1797
Data de registro: 19 Jan 2011, 14:41
Localização: Itapuranga-Goiás-BR

Re: Quando sabemos que uma pimenteira não cabe mais no seu v

Mensagempor Max o Obelix em 03 Out 2014, 14:42

Há um mês atrás (em 04/09/2014) eu iniciei este tópico publicando sobre a situação de uma das minhas pimenteiras, cultiva em vaso, a única da minha plantação cujas folhas estavam amarelando e caindo. Vejam o post inicial e a foto dela lá no começo, em viewtopic.php?f=4&t=18903&p=424350#p422656

Afastadas todas as outras possíveis causas do amarelamento e perda das folhas, comprovei que o vaso de 5 litros já tinha se tornado pequeno para a planta e quando retirada ela do vaso constatei que as raízes já tinham tomado todo o espaço interno do vaso, formando uma massa compacta, pouco havia restado do substrato.

Fiz uma poda radical de raízes e replantei a pimenteira no mesmo vaso com novo substrato.

Apenas 15 dias depois, portanto em 19/09/2014, eu relatei e publiquei fotos aqui da mesma pimenteira já bastante recuperada, vejam em viewtopic.php?f=4&t=18903&p=424350#p423750

Vejam a situação de hoje nas fotos abaixo e o excelente estado em que a pimenteira já está, inclusive florescendo e frutificando. Assim, pude experimentar e comprovar que a poda de raízes é uma necessidade e fatalmente tem de ser praticada quando se quer que a planta aumente a sua vida produtiva.

Clicando nas fotos elas serão ampliadas. Clicando novamente, serão mais ampliadas ainda.
DSC07693.JPG
O vaso e a planta, por inteiro


DSC07692.JPG
Close dos ramos


DSC07694.JPG
Close com frutos
Diário do Max .'. o Obelix
Max Obelix's Peppers - Index
Índice das conservas e molhos do Max Obelix
"No meu temperamento tem um pouco de pimenta: não é todo mundo que gosta, nem todo mundo que aguenta" Clarice Lispector
Avatar de usuário
Max o Obelix
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4954
Data de registro: 19 Mai 2014, 08:40
Localização: Salvador, Bahia

Re: Quando sabemos que uma pimenteira não cabe mais no seu v

Mensagempor Max o Obelix em 06 Out 2014, 16:29

kju escreveu:Nem de pode dizer que ela estava naquele estado. Me parece uma planta "nova" e bem sadia. Achei tem interessante, mas acredito que como tentativa de salvar eu até faria, como padrão de produção não. Acho que seria arriscar muito até que se apure a técnica certo para mandar elas bonitas e saudáveis no mesmo vaso. :lol:

Pois quem trabalhar com vaso pequeno a "tentativa de salvar" vai virar rotina, ou seja, se não fizer a poda de raízes e/ou não mudar para vaso maior, vai ter de fazer a poda para a planta não morrer.

Por melhor que tenha sido o substrato usado, chega o tempo em que as raízes ocupam todo o vaso, fazem uma massa compacta e quase nada resta do substrato. Mesmo com substrato com drenagem ótima e rega correta, ocorre essa ocupação e compactação. A produção cai e as folhas amarelam de baixo para cima. Se não podar e/ou transplantar, compromete definitivamente a planta ou simplesmente morre. Quem duvidar, "pague" para ver.

Agora mesmo estou com 8 plantas em vasos de 5 e 8 litros com as folhas repentinamente amarelando, sem nenhum outro motivo senão o de que as raízes já ocuparam todo o espaço do vaso. Como as plantas estão neste momento em plena produção, vou aguardar terminar a colheita e depois podar as raízes de todos E mudar para vasos maiores pois são excelentes plantas.

Além disso, eu já li em vários lugares que a poda de raízes é também recomendada até simplesmente para aumento da produção, Marcel.

Eu estou reunindo bastante material técnico sobre poda de raízes e também sobre alternativas de cultivo em vasos pequenos com produção limitada e brevemente vou publicar no Fórum.
Diário do Max .'. o Obelix
Max Obelix's Peppers - Index
Índice das conservas e molhos do Max Obelix
"No meu temperamento tem um pouco de pimenta: não é todo mundo que gosta, nem todo mundo que aguenta" Clarice Lispector
Avatar de usuário
Max o Obelix
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4954
Data de registro: 19 Mai 2014, 08:40
Localização: Salvador, Bahia

Re: Quando sabemos que uma pimenteira não cabe mais no seu v

Mensagempor Max o Obelix em 06 Out 2014, 16:51

Como eu relatei no post acima, eu estava com 8 plantas, em vasos de 5 e 8 litros, repentinamente amarelando as folhas e que diagnostiquei que isso estava acontecendo porque os vasos já são muito pequenos para conter as plantas e que as raízes já tomaram todo o espaço interno dos vasos, formando uma massa compacta. Devo ressaltar que esses vasos são objeto do mesmo trato cultural (adubação, rega, etc) dispensado a todas as outras plantas que, diferentemente daquelas oito, estão gozando de completa saúde.Por exemplo, de 15 em 15 dias vinha sendo feita a adubação de cobertura (predominantemente orgânica, à base de húmus de minhoca, mas eventualmente com pequena dosagem de NPK).

Informei também que todas essas 8 plantas estão em plena frutificação. Por isso, não querendo perder a safra dessas 8 plantas tive que improvisar um tratamento provisório paliativo. E foi o que fiz.

Fiz uma mistura de adubos orgânicos e químicos com a seguinte composição:
500 g da mistura de torta de mamona + farinha de osso, vide fotos do produto, abaixo
50 g do fertilizante complexo Forth plantio, fotos com a composição abaixo
50 g de NPK 4-14-8

Coloquei uma colher de sopa na cobertura de cada vaso de 5 litros e 2 colheres de sopa na cobertura dos vasos de 8 litros. Reguei em seguida.

As folhas pararam de amarelar, começaram a nascer novas folhas, continuou a farta frutificação que venho colhendo com muita alegria.

Assim que terminar a frutificação vou fazer a poda de raízes dessas 8 plantas e transplantá-las para vasos maiores.

DSC07710.JPG
Frente da caixa da farinha de osso + torta de mamona


DSC07711.JPG
Verso da caixa de farinha de osso+ torta de mamona


DSC07712.JPG
Frente da lata do Forth Plantio


20141006_090846.jpg
Composição do Forth Plantio
Diário do Max .'. o Obelix
Max Obelix's Peppers - Index
Índice das conservas e molhos do Max Obelix
"No meu temperamento tem um pouco de pimenta: não é todo mundo que gosta, nem todo mundo que aguenta" Clarice Lispector
Avatar de usuário
Max o Obelix
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4954
Data de registro: 19 Mai 2014, 08:40
Localização: Salvador, Bahia

A eficiência do transplantio e da poda de raízes

Mensagempor Max o Obelix em 29 Out 2014, 14:28

A partir deste post vou fazer uma série de postagens, todas sobre esta situação de pimenteiras cujas raízes já tomaram todo o espaço interno dos vasos, restando somente pequena quantidade de substrato, causando um conteúdo muito compactado que inclusive torna ineficiente a rega, resultando num processo de definhamento da planta que começa com o amarelamento e queda das folhas e que, se não corrigido, causa a morte das plantas.

Vou começar rememorando minha postagem de 04/09/14, neste tópico, lá em --> viewtopic.php?f=4&t=18903#p422656 que mostrava o estado deplorável de uma Habañero Red exatamente por causa da situação acima descrita. Eis a foto dela para rememorar:

20140904_081855.jpg
Habañero Red debilitada


Fiz o procedimento de remoção do vaso então insuficiente e fiz os procedimentos de poda não radical das raízes e replantei no mesmo vaso, completado com novo substrato. Eis a atual situação daquela planta, hoje, totalmente recuperada, completamente saudável e altamente produtiva:

DSC08040.JPG
Habañero Red Recuperada


DSC08042.JPG
Recuperada e produzindo
Editado pela última vez por Max o Obelix em 29 Out 2014, 15:02, num total de 1 vezes
Diário do Max .'. o Obelix
Max Obelix's Peppers - Index
Índice das conservas e molhos do Max Obelix
"No meu temperamento tem um pouco de pimenta: não é todo mundo que gosta, nem todo mundo que aguenta" Clarice Lispector
Avatar de usuário
Max o Obelix
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4954
Data de registro: 19 Mai 2014, 08:40
Localização: Salvador, Bahia

Extraindo a planta e o torrão do vaso

Mensagempor Max o Obelix em 29 Out 2014, 15:01

Muitos ficam receosos de prejudicarem e perderem as plantas, fazendo esses procedimentos radicais de transplante de plantas adultas e poda, inclusive radical, de raízes. Desnecessários, esses receios, pois se não adotados esses procedimentos as plantas nesse estado vão declinar gradativamente a produtividade e a saúde até a inevitável morte.

O procedimento é trabalhoso mais é simples. Requer destemor, determinação e força. Principalmente se quer-se poupar o vaso atual, isto que sempre é o meu caso.

A primeira coisa a se fazer é enfiar uma espátula (pazinha de jardinagem,daquelas mais estreitas) de jardigem entre a parede interna do vaso e o substrato, enfiar bem fundo, o mais fundo possível, e repetir-se isto em volta de toda a parte interna do vaso. Enfiar cada vez bem juntinho do lugar onde foi enfiado anteriormente. É importante que se use uma daquelas pazinhas estreitas de jardinagem porque elas têm uma curvatura na lâmina, importante para se adaptar à curvatura côncava da parede interna do vaso. Repete-se essa operação pelo menos duas vezes em volta de toda a parte interna do vaso, mas ideal é fazer-se isso três vezes.

20141028_175542.jpg
Pazinha sendo enfiada rente à parede interna do vaso.


Em seguida, segura-se firmemente com a mão direita no caule da planta, o mais mais próximo possível da superfície do substrato, portanto o mais próximo possível das raízes, e com a mão esquerda vai-se tentando folgar o torrão dentro do vaso, mexendo nas bordas do vaso, enquanto com a mão direita vai-se fazendo um esforço como se fosse arrancar a planta. Não se preocupem, a planta não será arrancada, virá com o torrão íntegro ou parte dele, não importa. Vejam alguns exemplos:

20141028_173004.jpg
"Arrancada" com o torrão completo


20141028_175855.jpg
"Arrancada" com o torrão completo e perfeito


20141028_174448.jpg
"Arrancada" com o torrão "quebrado" pela metade


Não deve haver a preocupação sobre que o torrão venha completo, até porque mesmo que ele venha completo será retirado bastante material da parte dos fundos do torrão, porque nele geralmente estão entranhados o que restar do Bidim e dos seixos ou brita de drenagem. Além do que, muitas vezes, principalmente se:
    a) - houver quantidade demasiada de raízes e, por isso, o torrão esteja demasiadamente compactado, e/ou
    b) - Você queira replantar no mesmo vaso.
você vai precisdar fazer poda radical das raízes, sobre o que escreveremos alguns posts mais adiante.

Vejam um exemplo de um torrão que veio com fragmentos do Bidim e a camada de fundo de brita de drenagem e que está sendo retirada manualmente. Assim, se esse torrão tivesse sido arrancado pelo metade, o resultado teria sido igual.

20141028_180233.jpg
Camada de fundo do torrão com a brita de drenagem.
Diário do Max .'. o Obelix
Max Obelix's Peppers - Index
Índice das conservas e molhos do Max Obelix
"No meu temperamento tem um pouco de pimenta: não é todo mundo que gosta, nem todo mundo que aguenta" Clarice Lispector
Avatar de usuário
Max o Obelix
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4954
Data de registro: 19 Mai 2014, 08:40
Localização: Salvador, Bahia

Replantio de uma Dedo de Moça, Amarela

Mensagempor Max o Obelix em 29 Out 2014, 15:33

Fui obrigado a fazer o urgente replantio dessa "Dedo de Moça, Amarela" embora frutificando, poque ela já vinha definhando há semanas, amarelando e perdendo as folhas. O substrato estava tão compactado que a rega quase não se lhe penetrava. As pontas das raízes já saiam pelos furos de drenagem no fundo do vaso. Fiz uma prospecção perfurante no substrato e quase só encontrei raízes. Eu vinha adiando o replantio apenas porque ela estava em fase de alta produção de frutos e flores. Para tanto eu vinha aplicando frequentemente adubação especial, do tipo que relatei em viewtopic.php?f=4&t=18903&p=426260#p424876.

Mas chegou a um ponto em que não pude mais adiar, embora frutificando. Optei por fazer o replantio em vaso maior sem poda radical das raízes, isto porque ela estava frutificando e eu não quis perder os frutos.

Vejas as fotos com legendas explicativas:

20141028_173022.jpg
Planta já arrancada com o torrão íntegro e o vaso em que estava


20141028_173004.jpg
Vejam a imensa quantidade de raízes e a compactação do torrão


20141028_173820.jpg
Pimenteira já replantada
Diário do Max .'. o Obelix
Max Obelix's Peppers - Index
Índice das conservas e molhos do Max Obelix
"No meu temperamento tem um pouco de pimenta: não é todo mundo que gosta, nem todo mundo que aguenta" Clarice Lispector
Avatar de usuário
Max o Obelix
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4954
Data de registro: 19 Mai 2014, 08:40
Localização: Salvador, Bahia

Preparando o substrato

Mensagempor Max o Obelix em 30 Out 2014, 21:31

Como já informei, atualmente preparo o meu substrato com a seguinte composição:

    40% de terra vegetal
    40% de húmos de minhoca
    10% de areia fina, seca
    5% de pó de fibra de coco
    5% de pedaços de fibra de coco, ou de casca de pinho (pedaços de mais ou menos 0,5 cm a 1 cm de diâmetro)

Devido à minha relativamente considerável quantidade de plantios e replantios, geralmente eu mantenho estocado, maturando, entre 80 kg a 100 kg de substrato já pronto. Para tanto, eu misturo, nessa grande bacia plástica da foto a seguir postada, de cada vez, conforme a fórmula acima, 31,25 kg de substrato, assim composto:
    12,50 Kg de terra vegetal
    12,50 Kg de húmuss de minhoca
    3,13 Kg de areia fina, seca
    1,56 Kg de pó de fibra de coco
    1,56 Kg de pedaços de fibra de coco, ou de casca de pinho (pedaços de mais ou menos 0,5 cm a 1 cm de diâmetro)
    31,25 Kg totais de substrato pronto

Isto pronto, acrescento 4 colheres de sopa de cinza de carvão vegetal, ensaco e deixo lá maturando até a utilização.

20141028_172452.jpg
Bacia da homogenização


Quanto a casca de pinho, eu compro aquela de grandes pedaços conforme foto a seguir da embalagem, separo os pedaços pequeninos para usar nos substratos e guardo os pedaços maiores para cobertura da superfície do substrato nos vasos.

20141028_172348.jpg
Saco de 8 Kg de casca de pinheiros


Faço também um substrato mais leve, mais aerado, composto com maior uso do húmus de minhoca, do pó da casca de coco, do pó da casca de pinus e da areia fina (ou seja, menos terra vegetal), substrato esse que uso nos copinhos de germinação (berçário) e nos copões com as mudas já com 3 pares de cotilédones (creche):

20141028_172441.jpg
Substrato mais leve e mais aerado
Diário do Max .'. o Obelix
Max Obelix's Peppers - Index
Índice das conservas e molhos do Max Obelix
"No meu temperamento tem um pouco de pimenta: não é todo mundo que gosta, nem todo mundo que aguenta" Clarice Lispector
Avatar de usuário
Max o Obelix
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4954
Data de registro: 19 Mai 2014, 08:40
Localização: Salvador, Bahia

Replantio de uma Habañero Red

Mensagempor Max o Obelix em 30 Out 2014, 21:44

Replantio de uma Habañero Red

Planta já extraída com o torrão inteiro, junto do vaso onde estava plantada, sufocada:

20141028_175848.jpg
A planta, o torrão e o vaso anterior


Torrão extremamente compactado, totalmente tomado pelas raízes:

20141028_175918.jpg
Torrão extremamente compactado, totalmente tomado pelas raízes


Extração dos fragmentos do Bidim e dos pedregulhos garantia da drenagem da base do vaso anterior:

20141028_180233.jpg
Extração dos pedregulhos intrincados nas raízes


Como a planta estava produzindo, frutificando, decidimos não fazer poda radical das raízes e replantá-la em vaso maior, de 20 litros:

20141028_180635.jpg
Pimenteira já replantada
Diário do Max .'. o Obelix
Max Obelix's Peppers - Index
Índice das conservas e molhos do Max Obelix
"No meu temperamento tem um pouco de pimenta: não é todo mundo que gosta, nem todo mundo que aguenta" Clarice Lispector
Avatar de usuário
Max o Obelix
Usuário Buth Jolokia
 
Mensagens: 4954
Data de registro: 19 Mai 2014, 08:40
Localização: Salvador, Bahia

Próximo

Retornar para Técnicas

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Google [Bot] e 2 visitantes